terça-feira, 29 de março de 2011

O equivoco de possuir...


Os seres humanos cometem um sério engano: acreditarem que as outras pessoas lhe pertencem. Querem controlar os sentimentos e as atitudes alheias, e esquecem que são incapazes de controlarem até a si mesmas. Sofrem por perder alguém... Como se pode perder pessoas? Esquecem que seres humanos não são objetos, e por assim não serem, não pertencem a ninguém, são livres e possuidores de suas próprias verdades e sentimentos; e esses os guiam.
Consultórios psicológicos estão cheios de pessoas com problemas de relacionamento, sofrendo por perderem um amor, ou até mesmo por estarem em busca de alguém que lhes complete, lhes faça sentir bem. Que ilusão! Deposita-se no outro a solução dos próprios problemas, e espera-se que a pessoa seja exatamente como se deseja... Decepções! Ninguém é perfeito para ninguém, não há alguém capaz de atender todos os seus quesitos de par ideal, por isso relacionamentos começam e terminam rápido demais, e as pessoas se sentem tão solitárias.
A verdade é que os seres humanos se perderam, ou seja, não mais têm tempo para perceberem a si mesmos, e saem numa busca desesperada por felicidade, na certeza de que essa está em algo externo a si – relacionamentos, bens materiais, viagens... Entram em um ciclo vicioso de busca, encontro, e desapego. “Vazio”, esse é o sentimento que lhes acompanha.
Como fugir desse ciclo? Como não sentir-se vazio?
A resposta é simples, mas o processo requer dedicação e perseverança. Inicie o ciclo de trás para frente... Desapega-se! Encontre-se! E você não precisará buscar, pois as pessoas e as coisas virão até você. E a felicidade que parece tão distante, passará a fazer parte dos seus dias, porque ela, assim como tudo que você deseja, está dentro de você!


Dedique alguns minutos do seu dia para se conhecer!


(Thaise Frigo - 29/03/2011)

2 comentários:

  1. Obrigada!!!
    É bom saber que as pessoas gostam do que escrevo. ;D
    Bjs

    ResponderExcluir